segunda-feira, 23 de maio de 2011

Autodromo será construido em Senador Canedo

Governador autoriza estudos para construção do novo autódromo
Projeto preliminar para o novo autódromo prevê a construção de um complexo esportivo e de eventos. As ideias foram apresentadas nesta manhã, durante solenidade no Palácio das Esmeraldas, pelo governador Marconi Perillo e pelo presidente da Agência Goiana de Obras – Agetop, Jayme Rincon, durante assinatura de ordem de serviço para o desenvolvimento de estudos e projetos de viabilização da construção do novo Autódromo Internacional de Goiânia. O Governo do Estado vai utilizar área da Emater, localizada no município de Senador Canedo para o novo empreendimento.

A projeção inicial é de que a construção do autódromo exija investimentos entre R$ 150 e 180 milhões. Os recursos vão ser viabilizados através de permuta com a iniciativa privada. Ou seja, vai ser feita uma licitação para que uma empresa construa o novo autódromo e como pagamento receberá a área do atual como pagamento. O governador Marconi Perillo disse que o novo complexo vai seguir todos os padrões exigidos pela Federação Internacional de Automobilismo – FIA, para que possa receber competições internacionais.

Além da pista, que deve manter algumas das características do traçado atual, o projeto apresenta uma proposta diferenciada com a inclusão de outros espaços esportivos para motocross, kart, futsal, tênis, ciclismo, bicicross, tiro esportivo, entre outros. De acordo com o governador, o espaço também vai ter condições de receber múltiplos eventos, como shows, stands e área comercial. No automobilismo, a arena terá condições de abrigar todos os eventos, com exceção da Fórmula 1.

Marconi Perillo adiantou que, se confirmada a viabilidade econômica, a ideia é que se construa o novo autódromo com sobra de recursos, para que se possa também investir no Estádio Serra Dourada. O governador disse ainda que já estão sendo convidados empreendedores goianos, nacionais e estrangeiros para conhecer a área a ser permutada. “Estamos otimistas em realizar uma boa permuta para que construir um autódromo que esteja entre os melhores do mundo, que atenda aspectos econômicos, sociais e culturais.”

O estudo está em andamento, e o projeto é assinado pelo arquiteto alemão Herman Tilke, responsável por projetos de 55 autódromos em todo o mundo. O presidente da Agetop, Jayme Rincon, disse que chegou a ser estudada a possibilidade de reforma do atual autódromo, mas que não se tornou viável economicamente. Haveria um gasto de cerca de R$ 30 milhões, e mesmo assim ele não ficaria dentro dos padrões exigidos pela FIA. O presdiente da Agência Goiana de Esportes – Agel, José Roberto Athayde, ressaltou que, com a obra, Goiânia poderá entrar no circuito de grandes competições nacionais e internacionais.

Goias Agora

Nenhum comentário:

Postar um comentário