sexta-feira, 30 de outubro de 2009

Laudeni fica sem mandato


O secretário extraordinário do Governo do Estado, Daniel Messac (PSDB), anunciou ontem à tarde que voltará para seu cargo de deputado estadual na Assembleia Legislativa. O deputado, que é se-gundo suplente do deputado eleito Ernesto Roller (PP), atual secretário de Segurança Pública, voltará no lugar da deputada Laudeni Lemes (PP), quarta suplente.

Messac disse ao Diário da Manhã que a base do PSDB cobrou que ele retornasse à Assembleia para apresentar projetos de interesse do partido. “Já cumpri todas as tarefas que me foram dadas enquanto estive na secretaria”. O tucano fez questão de frisar que sua volta é em clima harmonioso e não tem nenhum problema com Laudeni, nem com o governador Alcides Rodrigues. “Darei continuidade ao trabalho de Laudeni. Continuarei defendendo Alcides e os projetos do governo”.

Laudeni contou que não foi avisada sobre sua saída do cargo. “Vou esperar o governador me telefonar”. A parlamentar não quis se aprofundar na questão, mas é bom lembrar que no início do mês ela trocou o PSDB pelo PP. Indagado se anunciou sua volta a Laudeni, Messac afirmou que disse a ela, informalmente, na semana passada.

Prefeito de Senador Canedo defende candidatura de Sandro Mabel à Governador em 2010



Hoje (30) pela manhã, durante a apresentação do programa Cá Entre Nós, o prefeito de Senador Canedo, Vanderlan Cardoso (PR), foi entrevistado por Altair Tavares, Marcelo Heleno e Vassil Oliveira, por telefone e ao vivo. O assunto debatido entre os quatro foi o fato de, no último final de semana, o nome do deputado Sandro Mabel (PR) ter sido lançado como opção ao governo do Estado nas Eleições 2010.

Durante sua participação, que durou cerca de cerca de 15min, Vanderlan defendeu que o PR lance candidato próprio em 2010. O prefeito de Senador Canedo ainda adiantou que, com certeza, uma aliança formada entre PP, o DEM, o PR e o PSB, podem os deixar mais fortes.

A entrevista

Vanderlan foi questionado pelo diretor de jornalismo da Rádio 730, Altair Tavares, sobre o fato de, há tempos, o prefeito ter citado o nome de Marconi Perillo como um 'bom candidato', o de sua preferência inclusive. “Porque a mudança?”, perguntou Altair.

E ele respondeu: “na verdade, eu sempre disse que Goiás tem bons candidatos. Eu citava o nome do senador Marconi Perillo, o nome do prefeito Íris Rezende, Henrique Meirelles, aliás, Goiás está nessas Eleições 2010 com bons candidatos”, disse Vanderlan.

Alianças

Sobre a possibilidade de outras ”siglas” se juntarem ao PR para a formação de alianças, ele foi positivo e incisivo. “Com certeza! Eu acho que uma aliança com o PP, o DEM, o PR, e nós também vamos ter o PSB, será forte”, afirmou o prefeito de Senador Canedo.

Apoio do governo

O apoio do atual governador é tido como fundamental para os pré-candidatos do PR. Questionado sobre a viabilidade de candidatura ocorrer, mesmo sem o “sim” de Alcides, o entrevistado se mostrou confiante.

“Eu acredito que sim, mas o apoio, nessa altura do campeonato, é fundamental. Nós temos certeza, o governador está defendendo uma outra opção apoiado pelo PP”, afirmou o prefeito.

Como definirão o candidato?

O atual momento é amistoso entre as lideranças do PR. Sandro Mabel está conversando com o Ronaldo Caiado, com Jorcelino Braga e com o presidente do PP, para que o candidato seja definido. “O que não pode é ficar polarizado no senador Marconi Perillo e o prefeito Íris Rezende”, reclama Vanderlan Cardoso.

FONTE:BLOG DO ALEXANDRE BRAGA

sexta-feira, 23 de outubro de 2009

juz pede a suspenão do concursso da camara municipal de senador canedo

O juiz de Senador Canedo, Leonardo Fleury Curado Dias, determinou à Câmara Municipal da cidade que suspenda toda e qualquer nomeação e posse dos aprovados no último concurso público realizado pelo Legislativo local. A medida atende pedido feito pelo Ministério Público que alegou que houve irregularidades na aplicação das provas do concurso, como clonagem das questões e falha na identificação dos candidatos. (MCC)

quinta-feira, 15 de outubro de 2009

Dia 14 foi o ultimo dia para partidos apresentarem balanço

Encerrado o prazo para as filiações, partidos têm até dia 14 de outubro para apresentar à Justiça Eleitoral a lista dos seu novos filiados. As pessoas que não constarem na lista não poderão votar nas convenções estaduais, assim como serem candidatos. O DEM saiu na frente e registrou 302 filiações somente em Goiânia.

O presidente metropolitano do DEM, secretário de Ciência e Tecnologia, Joel Santanna Braga, afirma que dois nomes de peso aderiram ao partido, mas solicitaram “discrição”. “Foi uma correria, um trabalho intenso do partido. Muitos vieram para agregar, trabalhar, e ainda são ligados a Caiado ou ao senador Demóstenes Torres”, informa Joel.

De acordo com o secretário-geral municipal do PP, Renato Bernardes, o partido recebeu 111 filiações em Goiânia e calcula cerca de 400 adesões no interior do Estado. No entanto, a sigla recebeu poucos nomes de peso, como os deputados estaduais Laudeni Lemes e Evandro Magal, ambos ex-tucanos, do secretário da Fazenda, Jorcelino Braga.

O PR recebeu aproximadamente 80 adesões, a maioria líderes evangélicos. O PTB filiou 60 políticos em Goiânia. A sigla saiu fortalecida com a adesão do empresário José Batista Júnior (Friboi). O PSDB recebeu 55 novos membros, entre eles o ex-vice-prefeito de Goiânia e secretário da Fazenda do Distrito Federal, Valdivino de Oliveira, e o suplente de deputado estadual Nédio Leite. O PT estima ter recebido nas semanas finais para o prazo de filiação cerca de 40 membros. O PMDB foi o único partido que não soube informar.



REFORÇOS

PMDB – não soube informar

Henrique Meirelles (presidente do Banco Central)

Josué Gouvéia (ex-PTC e diretor geral do Procon)


PT – 40 filiações***

Jeová Alcântara (ex-secretário municipal de Planejamento)

Wolmir Amado (reitor da UCG)

Wellington Camargo (ex-deputado estadual do PMDB)


PSDB – 55 filiações

Valdivino de Oliveira (ex-PMDB, ex-vice-prefeito de Goiânia e secretário da Fazenda do Distrito Federal)

Nédio Leite (ex-PP, suplente de deputado estadual)

Harlei (goleiro do Goiás)



PTB – 60 filiações***

Júnior do Friboi (empresário)

Jorge Braga (cartunista)

Luiz Carlos Bordoni (jornalista)



PR – 80 filiações***

César Augusto (apóstolo da Igreja Fonte da Vida e pai do deputado estadual tucano Fábio Sousa)

Roberto Ferreira (ex-PMDB e ex-deputado)

Silmara Vieira (presidente da Agehab)

Mauro Barbosa (diretor-geral do DNIT)

Batista Pereira (apresentador do programa Chumbo Grosso)



DEM – 302 filiações

Heuler Cruvinel (secretário de Habitação de Rio Verde)



PP – 111 filiações

Evandro Magal (ex-PSDB, deputado estadual)

Laudeni Lemes (ex-PSDB, deputado estadual)

Jorcelino Braga (secretário da Fazenda)

Ary Valadão (ex-governador)

Maria Valadão (esposa de Ary)

Renner (cantor sertanejo)

fonte:BLOG DO ALEXANDRE BRAGA