terça-feira, 26 de abril de 2011

Encontrado corpo de empresário


Deocleciano Alves estava desaparecido desde o último sábado, depois de acidente no Rio Araguaia.

Foi encontrado ontem, por volta das 19 horas, o corpo do presidente da Federação das Associações Comerciais, Industriais e Agropecuárias do Estado de Goiás (Facieg), o empresário anapolino Deocleciano Moreira Alves, de 58 anos, que, desde as 14 horas de sábado, estava desaparecido no Rio Araguaia. Segundo informações do Corpo de Bombeiros, as equipes que faziam a busca localizaram o corpo da vítima a alguns quilômetros rio abaixo do local do acidente que matou o empresário, ocorrido a cerca de um quilômetro do Porto de Bandeirantes, também rio abaixo.

O pescador Jair Gomes dos Santos, que ajudou no socorro a Jairo Moreira Alves, irmão de Deocleciano - que o acompanhava durante a pescaria em uma lancha -, apresentou ontem detalhes sobre o resgate. Segundo ele, os dois irmãos perderam o controle do barco quando tentavam passar a direção do veículo de um para o outro (veja quadro). "Como o barco ficou sem comando por alguns instantes, deve ter girado forte e arremessado os ocupantes no rio", relatou o pescador, explicando que, a partir desse momento, o barco passou a fazer um movimento circular em grande velocidade.

"Em princípio, pensamos que se tratava de uma brincadeira", disse Jair Gomes. Entretanto, acrescentou, considerando o fato de que não havia ninguém dentro do barco, ele e um amigo decidiram se aproximar do local, onde perceberam que uma pessoa havia se afogado. "Era um homem que se encontrava desmaiado. Mais à frente, vimos um boné que boiava, mas fizemos, primeiro, o socorro do homem", contou.

De acordo com Jair, o homem parecia morto. "Então, nós o colocamos rapidamente no barco, fizemos algumas massagens, ele rapidamente tossiu e, em seguida, recuperou a respiração", destacou o pescador, lembrando que, assim que Jairo voltou ao normal, ainda meio tonto, ele queria voltar para a água para procurar pelo irmão. "Nós não deixamos e fomos à procura do irmão dele", completou. "Ao nos aproximarmos do local onde o boné se encontrava, vimos que o corpo já havia descido e saímos à procura de ajuda", afirmou.

Fim da angústia
Até a conclusão das buscas, com sucesso, no início da noite de ontem, a família de Deocleciano Moreira Alves vivia momentos de extrema angústia, não apenas pela perda de um de seus membros, mas, principalmente, pela incerteza da localização do corpo. "Como o empresário era uma pessoa de muita amizade, inclusive junto à população humilde, é grande o movimento de solidariedade junto à família", informou o presidente da Associação Comercial e Industrial de Anápolis (Acia), Ubiratan Lopes, que, diante do fato, decidiu adiar, sem uma data prevista, a solenidade de posse da nova diretoria da Acia, que estava marcada para amanhã.

No domingo à noite, a família do empresário anapolino recebeu a visita do governador Marconi Perillo e do comandante da Polícia Militar, coronel Raimundo Nonato, que também se solidarizaram pela morte de Deocleciano Alves e, na oportunidade, prometeram todo esforço possível para resgatar o corpo do empresário. O governador recomendou uma solenidade simples na entrega de novas viaturas para a Polícia Militar de Anápolis, ocorrida ontem pela manhã, e anunciou que o Centro de Convenções que ele pretende construir na cidade vai receber o nome de Deocleciano Moreira Alves.

Dezoito bombeiros estavam trabalhando, ontem, com o reforço de cães farejadores, na busca pelo corpo do empresário. Eles encerraram o trabalho diurno por volta das 17 horas e retomaram as buscas no início da noite, sob a orientação do comandante do Corpo de Bombeiros de Anápolis, tenente Dewilslon Mateus Conte. O acidente ocorreu por volta das 14 de horas de sábado, quando ele voltava da pescaria com o irmão. Quatro horas depois, foram iniciadas as buscas pelo corpo.

fonte:Opopular

Nenhum comentário:

Postar um comentário