domingo, 27 de junho de 2010

Após 60 anos, mãe e filho se reencontram em Senador Canedo



Um encontro que esperou 60 anos para acontecer emocionou a cidade de Senador Canedo nessa quinta-feira (24). Maria Luzinete Torres Fonseca, de 85 anos, teve a oportunidade de abraçar novamente seu filho graças à ajuda da internet e do banco de dados da Secretaria Municipal de Assistência Social e Atenção à Mulher (Semasam).

O drama da mãe começou na década de 50, quando ela se separou de Ari dos Santos Fonseca. Na época, o marido foi embora de casa levando Reinaldo, o filho do casal de apenas dois anos de idade. A família, que residia no município paulista de Ribeirão Preto, perdeu completamente o contado. Desde então, a mãe buscava notícias sobre o paradeiro do menino.

No início dos anos 90, Ari faleceu, tornado o reencontro entre mãe e filho ainda mais difícil. Maria Luzinete passou a viver em Senador Canedo, onde reconstruiu sua família. As esperanças de rever o filho quase cessaram quando, há pouco mais de 10 anos, ela fraturou o fêmur e perdeu o movimento das pernas. Pouco tempo depois, um acidente vascular cerebral complicou ainda mais o seu quadro de saúde. Mesmo com a sequência de problemas, Maria alimentava o sonho de não morrer antes de reencontrar seu primogênito, mesmo tendo que conviver com a morte do filho mais novo, de 55 anos, carinhosamente apelidado de Chiquinho.

Então, coube à neta Patrícia de Souza Torres a busca por Reinaldo. Ela tentou de tudo. Fez pesquisas pela internet, procurou informações em outras cidades e até escreveu cartas relatando o drama da avó a diversos programas de televisão.

Sem qualquer resposta sobre a localização do tio, a jovem continuou apostando no poder da internet. E, dessa vez, não se decepcionou. A carta, que foi enviada para as emissoras de São Paulo e do Rio de Janeiro, foi parar em um fórum on line. E, a partir daí, o tempo se encarregou de dar um desfecho feliz a essa história.

Na segunda-feira (21), em suas primeiras investidas no mundo virtual, Reinaldo digitou o nome da mãe em um conhecido site de busca. Para a sua surpresa, encontrou o texto de Patrícia. Todas as informações que sempre procurou estavam diante dos olhos do filho de dona Maria Luzinete, na tela de um computador. Foi, nesse momento, que ele entrou em contato com a Prefeitura de Senador Canedo, que localizou o paradeiro da senhora graças ao atualizado banco de dados da Semasam.

Acompanhado do filho mais velho, Reinaldo desembarcou no aeroporto de Goiânia e foi recebido por uma equipe enviada pelo prefeito Túlio Sérvio. A casa da neta Patrícia, que fica no Conjunto Morada do Morro, foi palco desse momento especial. A mãe - serena, lúcida e muito emocionada - reconheceu no visitante a criança que lhe foi tirada há 60 anos, recitou-lhe poesias de seus primeiros anos de vida, lembrou dos dias de angústia e cantou-lhe as canções dos anos de saudade. Reinaldo, igualmente emocionado, só conseguia explicar sobre a falta que a mãe lhe fez e falar da existência de cada membro da família constituída em Ribeirão Preto.

Dessa vez, o neto de Maria voltará sozinho para casa. O filho ficará mais tempo ao lado da mãe, que, apesar da longa e dolorida ausência, mantém o humor e as lembranças da juventude. A partir de agora, a família reconstituída terá tempo para se conhecer e se reconhecer, podendo compensar uma vida inteira de sofrimento.

fonte:site da prefeiura de Senador Canedo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário