segunda-feira, 29 de março de 2010

Senador Canedo inaugura Delegacia da Mulher

A Prefeitura de Senador Canedo se prepara com vistas a duas importantes inaugurações: da Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (Deam) e do Centro Integração da Mulher (CIM). O evento acontece no dia 30 de março, às 8 horas, na antiga sede da Diretoria de Esportes, no Condomínio Industrial Jardim Nova Goiânia. O prédio foi totalmente reformado e adaptado para oferecer estrutura diferenciada, rapidez e eficiência no atendimento aos casos de violência doméstica que envolvem mulheres, crianças, adolescentes e idosos.

A organização do evento conta com a presença de vários delegados e policiais do Estado, além de autoridades políticas como o secretário de Segurança Pública, Ernesto Roller, a secretária de Políticas para Mulheres e Promoção da Igualdade Racial (Semira),Denise Carvalho, além do prefeito Vanderlan Cardoso e do vice-prefeito Túlio Sérvio.

A especialziada será comandada pela delegada Bianca Melo Cintra, que observou que a nova Deam vai auxiliar não apenas nos trabalhos de atendimento à mulher que sofre agressão, mas vai contribuir também para desafogar o atendimento na Delegacia Geral. O município, a exemplo do que ocorre em todo o País, registra índices preocupantes de violência doméstica. Em média, ocorrem entre seis e oito ocorrências por dia.

Para o prefeito Vanderlan Cardoso, a nova unidade policial de proteção à mulher é uma grande conquista canedense. Ele agradeceu à sua equipe de governo por tornar essa reivindicação antiga uma realidade no município. "Graças a Deus, a Lei Maria da Penha veio para ficar. Agora, não tem conversa, quem agride mulher vai para a cadeia".

A titular da Secretaria de Assistência Social, Habitação e Atenção à Mulher (Semasam), Marcelita Manze, ressaltou que o fim da violência contra a mulher ainda é um sonho, "mas, para sua realização, tornam-se necessários passos imprescindíveis como este". Sua antecessora no cargo, a primeira-dama do município, Izaura Cardoso, acrescenta que a administração pública está resgatando uma dívida com a mulher brasileira e defende que o combate à violência comece nas escolas, junto às crianças e jovens canedenses.

Casos
Em Senador Canedo, assim como em todo o Brasil, a maioria das ocorrências registradas de violência contra a mulher acontece dentro do ambiente familiar. Segundo a delegada Bianca Cintra os números preocupam. Em média, ocorrem entre seis e oito ocorrências por dia. "O medo é um dos fatores que fazem com que muitas mulheres tenham receio de denunciar o agressor. A nossa sede foi construída com o cuidado, inclusive, de considerar o estado emocional da mulher agredida. Montamos uma estrutura que acolhe a vítima, protegendo-a e motivando-a a reverter a situação em favor da aplicação justa da lei".

De acordo com a diretora de Atenção à Mulher Ana Maria Emos, uma das causas que levam ao silêncio das mulheres que sofrem agressão doméstica é a dependência financeira de seus agressores. Buscando reverter esse quadro, a Diretoria disponibiliza diversos cursos profissionalizantes, que são oferecidos em parceria com os Centros de Referência em Assistência social (CRAS) e com a ONG Vitória Rhégia nas modalidades de camareira, empregada doméstica e inclusão digital. Somente o curso de inclusão digital atende 95 mulheres por dia em duas turmas.

site: Prefeitura de Senador Canedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário