segunda-feira, 29 de março de 2010

Al­ci­des Ro­dri­gues no re­du­to de Mar­co­ni Pe­ril­lo

“O En­tor­no do Dis­tri­to Fe­de­ral a ca­da dia se tor­na a ter­ra mais co­bi­ça­da pe­los ato­res da po­lí­ti­ca de Go­i­ás.” Es­ta cons­ta­ta­ção fei­ta por um ve­re­a­dor que par­ti­ci­pou da so­le­ni­da­de de inau­gu­ra­ção do Co­lé­gio Es­ta­du­al Fer­nan­do Pes­soa, em Val­pa­ra­í­so, na quin­ta-fei­ra, 25, sin­te­ti­za o quan­to a re­gi­ão se tor­nou co­bi­ça­da por to­dos os po­lí­ti­cos. Mui­tos atri­bu­em es­ta re­pen­ti­na ro­ma­ria das mais va­ri­a­das si­glas ao ce­ná­rio de dis­pu­ta pe­la ca­dei­ra do go­ver­na­dor Al­ci­des Ro­dri­gues (PP). Co­mo o se­na­dor Mar­co­ni Pe­ril­lo (PSDB) li­de­ra com fol­ga as in­ten­ções de vo­tos pa­ra go­ver­na­dor na re­gi­ão, es­te con­tin­gen­te de elei­to­res de­se­qui­li­bra qual­quer des­van­ta­gem em ou­tras ci­da­des. Por is­so, ad­ver­sá­rios do se­na­dor mi­ram e in­ves­tem em seu prin­ci­pal re­du­to elei­to­ral.

Mes­mo que os pos­sí­veis can­di­da­tos da ba­se do pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Sil­va pa­ra o go­ver­no de Go­i­ás — pre­fei­to de Go­i­â­nia, Iris Re­zen­de (PMDB), e o pre­fei­to de Se­na­dor Ca­ne­do, Van­der­lan Vi­ei­ra (PR) — in­vis­tam ma­ci­ça­men­te no En­tor­no, di­fi­cil­men­te vão di­mi­nu­ir es­ta van­ta­gem a pon­to de ame­a­çar Mar­co­ni. Mas es­ta van­ta­gem não tem as­sus­ta­do o go­ver­na­dor Al­ci­des Ro­dri­gues. Tan­to que, ul­ti­ma­men­te, ele se tor­nou uma fi­gu­ra qua­se cons­tan­te nas inau­gu­ra­ções e vi­si­tas aos mu­ni­cí­pios, prin­ci­pal­men­te os go­ver­na­dos pe­los pre­fei­tos do PP. Is­so sem dei­xar de mar­car ter­ri­tó­rio na ter­ra dos ad­ver­sá­rios. Ou se­ja, do PSDB. Es­te foi o ca­so da inau­gu­ra­ção da es­co­la es­ta­du­al em Val­pa­ra­í­so pe­lo go­ver­na­dor. Além dos pre­fei­tos pe­pis­tas de For­mo­sa, Pe­dro Ivo, e de Águas Lin­das de Go­i­ás, Ge­ral­do Mes­si­as, ou­tro que mar­cou pre­sen­ça foi o pre­fei­to de Ci­da­de Oci­den­tal, Alex Ba­tis­ta (PR). Na ca­ro­na da co­mi­ti­va de Al­ci­des, o pre­fei­to de Se­na­dor Ca­ne­do, Van­der­lan Vi­ei­ra, o mais no­vo ad­ver­sá­rio de Mar­co­ni na cor­ri­da ao Pa­lá­cio das Es­me­ral­das.

Co­mo a pre­fei­ta Lê­da Bor­ges es­ta­va che­gan­do de vi­a­gem a Na­tal, on­de par­ti­ci­pou do 3º En­con­tro Na­ci­o­nal Edu­can­do com Hor­ta Es­co­lar, o vi­ce-pre­fei­to Adol­fo Lo­pes (DEM) fez as hon­ras da ca­sa, re­cep­cio­nan­do Al­ci­des. Adol­fo con­ta que es­ta foi a pri­mei­ra vez em que te­ve uma bre­ve con­ver­sa com o go­ver­na­dor, o que ocorreu en­tre o tra­je­to do ae­ro­por­to ao Bair­ro Céu Azul, um dos mais ca­ren­tes do mu­ni­cí­pio. “Achei o go­ver­na­dor Al­ci­des ex­tre­ma­men­te cor­tês, pre­o­cu­pa­do com as de­si­gual­da­des so­ci­ais e com o mo­men­to po­lí­ti­co que Go­i­ás e o Bra­sil vi­ven­ciam.” Adol­fo dis­se que a con­ver­sa foi ame­na, en­tre­me­a­da por ques­tões po­lí­ti­cas e ex­pe­ri­ên­cias de vi­da. So­bre a po­lí­ti­ca, Al­ci­des dis­se ao vi­ce-pre­fei­to de Val­pa­ra­í­so que não tem o me­nor in­te­res­se em ser con­se­lhei­ro do Tri­bu­nal de Con­tas do Es­ta­do. Na ava­li­a­ção de Al­ci­des, ele não tem tem­pe­ra­men­to pa­ra apo­sen­ta­do­ria po­lí­ti­ca, que é o des­ti­no de quem faz op­ção em ser con­se­lhei­ro. So­bre Van­der­lan, Al­ci­des acha que ele é o fa­to no­vo, sem qual­quer ti­po de de­nún­cia pa­ra man­char a tra­je­tó­ria de can­di­da­to, além, cla­ro de ser um dos pre­fei­tos mais bem ava­li­a­dos de Go­i­ás. Adol­fo ou­viu aten­ta­men­te as aná­li­ses po­lí­ti­cas de Al­ci­des e con­clu­iu que ele acre­di­ta nu­ma dis­pu­ta no se­gun­do tur­no.

A pre­fei­ta Lê­da Bor­ges con­se­guiu che­gar a tem­po de fa­zer seu dis­cur­so, agra­de­cen­do a par­ce­ria en­tre o go­ver­no de Go­i­ás e o mu­ni­cí­pio de Val­pa­ra­í­so. “Co­mo pre­fei­ta, pro­fes­so­ra, mãe e mu­lher, que­ro agra­de­cer ao go­ver­na­dor por mais es­sa con­quis­ta. Is­so de­mons­tra o re­sul­ta­do de uma par­ce­ria que deu cer­to e a nos­sa ci­da­de me­re­cia uma obra des­sa gran­de­za.” Ela fri­sou que Val­pa­ra­í­so, em sua ges­tão é um par­cei­ro do Es­ta­do e que se­pa­rou a ges­tão das di­ver­gên­cias po­lí­ti­cas. “O nos­so com­pro­mis­so é com o bem-es­tar da po­pu­la­ção e to­da aju­da se­rá bem-vin­da. Ho­je, o senhor es­tá res­ga­tan­do um com­pro­mis­so de cam­pa­nha da qual Val­pa­ra­í­so con­tri­bu­iu com sua vi­tó­ria.”

Al­ci­des tam­bém aten­deu uma pon­de­ra­ção de Lê­da pa­ra que a inau­gu­ra­ção da uni­da­de de sa­ú­de se­ja fei­ta só quan­do es­ti­ver to­da equi­pa­da. Al­ci­des dis­se que em 120 di­as, to­das as exi­gên­cias fei­tas pe­la Agên­cia de Vi­gi­lân­cia Sa­ni­tá­ria se­rão con­cluí­das bem co­mo a obra fí­si­ca. O go­ver­na­dor tam­bém afir­mou que já es­tá pro­vi­den­ci­an­do os apa­re­lhos pa­ra equi­par a uni­da­de.

Al­ci­des te­ve es­col­ta po­lí­ti­ca do fi­el es­cu­dei­ro e pre­si­den­te re­gi­o­nal do PP, Sér­gio Cai­a­do, se­cre­tá­ria de Edu­ca­ção, Mil­ca Se­ve­ri­no e do pre­si­den­te da Agên­cia Go­i­a­na de De­sen­vol­vi­men­to Re­gi­o­nal (AGDR), Ro­nal­do de Bri­to e vá­rios ve­re­a­do­res da re­gi­ão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário