quinta-feira, 7 de janeiro de 2010

Contagem regressiva para a entrega das casas do Residencial Pedro Miranda


Está prevista para o mês de março a entrega das moradias populares construídas próximas ao residencial Pedro Miranda. O novo setor, que ainda será oficialmente criado, é considerado extensão do vizinho, mas terá nome próprio e novos moradores em pouco tempo.

O projeto é parte de um programa habitacional desenvolvido por Senador Canedo em parceria com o governo federal, por meio do Fundo Nacional de Habitação de Interesse Social (FUNHIS). Ele proporciona a construção de habitações populares para famílias com renda mensal de até três salários mínimos e que vivem em situação de vulnerabilidade social.

As famílias contempladas são as que atualmente moram em assentamentos precários, áreas de risco, próximo a redes de alta tensão. Também beneficia idosos e deficientes físicos. Esse grupo vai receber gratuitamente casas padronizadas com dois quartos, sala, cozinha, e banheiro.

Outro

Também está em andamento o projeto do Residencial Flor dos Ipês, que deve contribuir para a redução do déficit habitacional na cidade. As obras estão em curso e assim como o Residencial Pedro Miranda, também vai contemplar prioritariamente pessoas em situação de risco. Para esse projeto estão sendo construídas 308 casas, 148 através do (FUNHIS) e outras 160 pelo Programa Social Habitacional, realizado por meio de parceria entre município, Estado e União.

Aqueles que não se enquadram no perfil exigido, de vulnerabilidade social, têm a opção de adquirir sua moradia pelo Minha Casa, Minha Vida. Com ele, a pessoa pode fazer financiamento em planos específicos, de acordo com suas necessidades. Atualmente estão em construção mais de 280 residências do programa no município.

Dados do cadastro da Diretoria de Habitação da Prefeitura mostram que hoje existem cerca de sete mil famílias esperando uma residência em Senador Canedo. A administração não descarta a implantação de novos projetos que visam diminuir esse número.

Site:Prefeitura de Senador Canedo

Nenhum comentário:

Postar um comentário