segunda-feira, 30 de novembro de 2009

Destaques do blog Poderes...http://jornalpoderes.blogspot.com/ cole no navegador e confira mais

Vida fácil no presídio

O traficante Leonardo Dias Mendonça usou 50 aparelhos celulares na penitenciária de Aparecida de Goiânia. Mas os carcereiros e a polícia goiana nada descobriram. Porque não quiseram, é claro. A polícia Federal, numa investigação rápida mas séria e honesta, descobriu o óbvio: de dentro da prisão, o narcotraficante comandava o tráfico de cocaína no Estado e fora do Estado. Na maior moleza. A Justiça decidiu, então, enviá-lo para um presídio de segurança máxima.

Mendonça deve ter subornado várias pessoas, mas o comando não sabia de nada. É de duvidar. Porque, se o comando nada sabe, o que está fazendo lá.


Jornalismo de resultados

O jornalista Cláudio Pontes virou dono de loteamento no município mais rico de Goiás. Ele assina a propriedade no Setor Monte Cristo, a cerca de 500 metros da nova prefeitura de Senador Canedo, aliás, sendo edificada em área invadida.

Oxalá o experiente jornalista não seja laranja de alguém.

Assessor violento

Um funcionário do vereador Alsueres Mariano, dizendo-se policial militar aposentado e armado até os dentes, tentou invadir um condomínio fechado e foi levado pela polícia.

Alsueres, que parece ser um bom sujeito, tem de orientar melhor seus amigos e funcionários. Porque é sua imagem que fica arranhada.

Asfalto sem qualidade

A reclamação sobre o asfalto feito pelo prefeito de Trindade, Ricardo Fortunato, é geral. Porque, dizem os moradores, o asfalto não tem sido acompanhado das galerias pluviais. Resultado: em dia de chuva, o alagamento vai ser freqüente. Outro problema é que a massa asfáltica é tida como de má qualidade.

Fazer asfalto é muito bom, mas Fortunato deveria seguir a orientação de seu guru, Iris Rezende. O asfalto de Goiânia pode não ser o melhor do Brasil, mas há galerias pluviais.

Povo quer mais

do que asfalto

O povo de Aparecida de Goiânia está aprovando o asfalto que o prefeito Maguito Vilela vem fazendo, até porque nas gestões anteriores não se fazia nada, mas já começam as primeiras críticas. O povo vem dizendo que não quer apenas asfalto e que, em 11 meses, Maguito não demonstrou muita criatividade. O setor de saúde funciona mal e os moradores de Aparecida continuam buscando Goiânia para se tratar. O setor de educação, além do concurso problemático, também não melhorou.

Se não quer decepcionar a população, Maguito tem de fazer uma pequena reforma no seu secretariado, que, no geral, é medíocre. O secretariado é ruim porque é fruto de uma composição política imposta com setores atrasados de Aparecida. Muita gente que trabalhava com o grupo de Ademir Menezes hoje está ao lado de Maguito. Melhorou só porque está acompanhando Maguito. De jeito nenhum. Continua muito ruim, com uma visão fisiológica da política e da administração pública.

Nenhum comentário:

Postar um comentário