terça-feira, 7 de abril de 2009

Número de mortos no terremoto no centro da Itália passa de 200, diz governo

Foram resgatadas com vida 150 pessoas, e 15 estão desaparecidas.
Dezessete dos mortos ainda não foram identificados, segundo premiê.

O número de mortos após o forte terremoto que atingiu a região central da Itália, na madrugada de segunda-feira (6), subiu para 207, segundo o premiê do país, Silvio Berlusconi, em entrevista no início da tarde desta terça no horário local

Segundo ele, 17 das vítimas não foram identificadas, 15 pessoas seguem desaparecidas, e 150 moradores foram resgatados dos escombros com vida.

O número de feridos foi estimado em 178, e cerca de 100 deles estão em condições críticas.

Em entrevista na cidade de L'Aquila, a mais afetada pelo tremor, Berlusconi disse que os trabalhos de resgate, feitos por 7 mil homens, vão continuar por mais 48 horas.
Os moradores das regiões afetadas continuam assustados, pois dois pequenos abalos - um deles com cerca de dois segundos de duração - foram registrados na madrugada desta terça. Muitas pessoas que tiveram as casas destruídas, danificas ou desocupadas passaram a noite em carros ou em tendas montadas por equipes de resgate, que ainda buscam por sobreviventes.

Os resgatistas usavam escavadeiras e as próprias mãos na busca por sobreviventes. Mais de 24 horas depois de que o tremor sacudiu a região de Abruzzo, equipes de emergência retiraram dois estudantes dos escombros de prédios em L'Aquila, a cidade de montanhas medieval de 68 mil habitantes que foi a mais atingida pelo desastre.

A polícia informou que "várias pessoas" foram presas por tentarem saquear as casas deixadas vazias pelos moradores.


G1

Nenhum comentário:

Postar um comentário