quinta-feira, 16 de abril de 2009

Lula diz que governo fará mudanças nas regras da poupança

Segundo ele, poupança não pode se tornar atraente para 'multinacionais'.
Presidente disse que ainda vai debater o assunto com a equipe econômica.
O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse nesta quinta-feira (16), após evento de promoção dos novos oficiais generais das Forças Armadas, que o governo promoverá mudanças nas regras da caderneta de poupança para impedir que ela se torne atraente para grandes investidores. Segundo ele, o assunto está em análise pelo governo e haverá uma reunião com a equipe econômica para decidir o que fazer.

“Eu vou ter uma conversa com o ministro Guido Mantega, porque primeiro nós precisamos proteger os poupadores para não permitir que pessoas que tenham muito dinheiro utilizem o dinheiro para aplicar na poupança. A poupança é para comportar os interesses da maioria da população que tem pouco dinheiro para que ela [a maioria] não tenha prejuízo. Nós vamos fazer isso com muito cuidado porque nós queremos preservar aquilo que temos de mais sagrado que são os poupadores brasileiros”, explicou Lula.
A preocupação do governo é a queda contínua da taxa básica de juros (a Selic) leve os investidores que aplicam seus recursos em fundos DI e de Renda Fixa para a poupança, o que diminuiria o volume de recursos para financiamento no país.

“Na medida em que você começa a cair a taxa de juros, você precisa ter um equilíbrio porque senão não é mais poupança, passa a ser investimento. Daqui a pouco as grandes multinacionais vão querer colocar dinheiro na poupança. Por isso, nós precisamos ter cuidado para não quebrar um sistema que funciona adequadamente”, disse.

Lula disse que não há previsão para anúncio dessas novas regras. Segundo ele, “nessas coisas de economia é preciso ter muita cautela."

Nenhum comentário:

Postar um comentário